ADEUS IGREJA, POR CONSTRUIR UM TEMPLO

quarta-feira, 5 de março de 2008



Dizer adeus à igreja por ela construir um edifício e chamá-lo, equivocadamente, de “templo”, “a casa de Deus”, “local de oração”, “casa de bênção” e etc, impressiona alguns cristãos. Afirmam que o edifício-templo-religioso é bíblico, mas quando argumentamos dizendo que na igreja primitiva não existia nenhum templo e que as reuniões dos caminhantes eram realizadas em casas por ser o cristianismo uma proposta para a família, e que além do mais o templo judaico fazia parte da antiga aliança que serviu como sombra para as coisas que haveriam de acontecer e que foram realizadas em Cristo Jesus, portanto, tornando-se desnecessária a construção de um edifício-templo-religioso, (assim como fazem os judeus e os pagãos) porque o templo foi ressuscitado no terceiro dia e habita em nós e que só por volta do quarto século
da história, Constantino constrói um edifício-templo-religioso baseado na filosofia pagã com obsessão a adoração ao deus sol. Alguns, diante de tais argumentos, contra argumentam com duas falácias que sou obrigado a ouvir sempre que entro em um debate sobre o assunto:
Primeiro: dizem que a igreja primitiva não construiu um templo por causa da perseguição. Segundo: dizem que a igreja primitiva não tinha poder aquisitivo para isso.

Duas afirmações “sem pé nem cabeça”, como é dito no popular. Quem diz que os cristãos não possuíam poder aquisitivo estão enganados, porque na igreja primitiva existia irmãos na posição de ricos. Esta afirmação é tão falaciosa quanto dizer que 1+1 não é igual a 2. Tal argumento carece de informações históricas, bíblicas e teológicas.

Vamos pensar na atualidade. Conheça o município de Angueretá, no interior de Minas Gerais. Lá existe dois templos evangélicos e um católico. Angueretá é pobre. Com a ajuda de um amigo estudante de serviço social, constatamos que Angueretá não consta no mapa de exclusão social do Brasil. Concluímos pois, que esta cidade foi excluída do mapa que demonstra a exclusão social no nosso país. Ou seja, é excluído dos excluídos. Mas como dizem, qualquer cidade brasileira que se preze tem uma agência do Banco Bradesco, um cemitério e uma Igreja Assembléia de Deus. Angueretá é exceção. Lá não existe uma agência do banco Bradesco (e de nenhum outro), mas existe uma Assembléia de Deus. Que foi fundada pela avó de minha noiva e que tem como presbítero o seu marido. Angueretá não tem asfalto e as ruas estão cheias de buracos que dificultam a passagem tranqüila da carroça.

A igreja Assembléia de Deus em Angueretá é constituída por membros pobres. São poucos. Mas lá existe um edifício-templo-religioso. A idéia de que sem poder aquisitivo (dinheiro) não é possível construir um templo é falsa. Os irmãos em Angueretá são desprovidos de poder aquisitivo, mas nem por isso deixaram de construir um templo e, nos fundos, uma casa para o pastor.

Primeiro século da história... O livro de atos, escrito por Lucas, conta histórias sobre os apóstolos. Em parte alguma de seu relato, mostra-os com medo de obedecer ao mandamento divino, que nunca foi o de construir um edifício. Eles deram suas vidas pelo cristianismo, foram capazes de percorrer de cidade em cidade pregando o evangelho do reino, sofreram açoites, naufrágios, prisões e etc, mas nunca construíram um edifício-templo-religioso. Pelo contrário, sempre estavam alertando para que abandonassem a maneira pagã de que eles viviam. E por mera coincidência o apostolo Paulo declara que “NÓS somos o templo de Deus.”? E quando Estêvam em seu discurso diz - “Deus não habita em templos feitos por mãos humanas”. E nosso mestre Jesus declara que não sobrará pedra sobre pedra, referindo-se ao templo em Jerusalém, mas que ele seria restaurado no terceiro dia. Os sacerdotes não entenderam o que o Carpinteiro de Nazaré quis dizer, e replicaram perguntando - como você vai construir o templo que construímos com 46 anos em apenas três dias?

Adeus “templo” eclesiástico, não precisamos de você porque nós somos o templo do Espírito e ele habita em nós. O cristianismo sobreviveu por mais ou menos 300 anos sem o edifício-templo-religioso, foi só através da intervenção do imperador de Roma, Constantino, que o templo que Jesus derrubou foi construído novamente.


“Enfim, o edifício da igreja nos ensinou de uma maneira errada o significado da igreja e sua finalidade. O edifício é uma negação arquitetural do sacerdócio de todos os crentes. É uma contradição da verdadeira natureza da ekklesia — a qual é uma comunidade contracultural. O edifício impede nosso entendimento e experiência de que a Igreja é o Corpo funcional de Cristo que vive e respira sob sua direta direção sem intermediários”. (Frank Viola)



**Nas fotos. 1ºConstantimo (o pai do edifício-templo-religioso | 2ºIgreja berço da reforma protestante.

9 comentários:

Danilo disse...

Paulo e Estevão, um livro de Chico Xavier pelo espírito de Emmanuel
Mostra q ricos e muito influentes no governo eram seguidores da igrejas do Caminho.Esses seguidores muitas vezes é o que salvava muitos cristãos da execusão.Quantas vezes Paulo,Pedro e João não foram salvos por seus convertidos.Um exemplo que está na blíblia é o mestre de Saulo de tarso Gamaliel salvando a vida de Simão Pedro, em compensação ele não conseguiu salvar Estevão.
Concluindo os verdadeiros "templos" somos nós mesmos,pois somos centelhas divinas.

André Amaral disse...

Danilo, obrigado pelo comentário.

por sinal, qual é o seu blog?

Abraço.

André Amaral

Ramona disse...

Hum.. nada muito mais a acrescentar, não sou tão profunda conhecedora da Bíblia, porque nunca me interessei muito, sempre achei muito errado o modo como as pessoas interpretavam tudo que lá estava escrito.

Bom mas uma coisa que não me sai da cabeça, gostaria MUITO saber a visão de vocês acerca do paganismo, vocês se referem muito a pagão etc, e o modo como vocês se referem vai totalmente contra o que sei e o que estudei/procurei saber sobre o assunto.. então gostaria mesmo de saber a visão de vcs sobre o assunto, para poder entender as relações que vocês estabelecem.

Abraços e sucesso! ^^

André Amaral disse...

Ramona, creio que sua dúvida no minimo começou a ser respondida no outro post que fiz, lá no primeiro texto.

Abraço.

André Amaral

Ramona disse...

Hum.. tu diz o primeiro post desse Blog?
Pq se for.. não.. não respondeu.. e muito pelo contrário a dúvida começou ali..
Maaaaas se tu acha que começou a esclarecer ali, e só me respondeu isso, é pq não parece não estar afim de discutir.. e bem eu respeito isso, e não vou insistir. Acho que me enganei um pouco aki.. enfim..

Me desculpem.. não vou mais enxer o saco de vcs.. sucesso com a continuação do Blog. ^^

Parei por aki.. ;)

Abraços..

André Amaral disse...

Ramona, você não entendeu o que eu quis dizer...rs

Ta no primeiro post, mas é a resposta que escrevi para você, não o texto, entendeu? Pois você deixou um comentário por lá tbm, lembra?

Não deixe de participar.

Abraço.

Ah, qual o link do seu blog?

André Amaral disse...

Ramona, estave me referindo a este post logo abaixo, que foi escrito em resposta a sua primeira pergunta no primeiro texto (Adeus Igreja) deste blog. Para não ter mal entendidos, posto aqui tbm o texto, pois parece que você não viu ele lá.


Oi Ramona, muito obrigado pela participação. Gente como você me anima, comentários de bom conteúdo.

Algumas "confusões" merecem serem explicadas.

"Igreja é uma família e não uma instituição”.

Você está certa do ponto de vista sociológico, a família é uma instituição; Mas quando nos referimos à igreja como uma instituição, estamos tentando especificar que existe um outro modelo de igreja, que é a igreja família, igreja simples ou igreja caseira. Igreja caseira é a antítese a igreja convencional, a qual se transformou em um sistema que está distante de suas bases comunais, conforme registrado no livro de Atos, portanto, a necessidade de distinguir entre ambas.
Então, família é uma instituição? Sim.
A igreja é uma família?
Sim.
Logo, igreja é uma instituição. Esse tipo de pensamento está correto conforme a lógica, mas a confusão surge porque você não entendeu o significado de Igreja Família da qual falamos.
A igreja instituição, institucionalizada, na qual falamos, é a igreja do templo, das catedrais, dos dízimos, dos sacerdotes, da hierarquia e etc. Queremos dizer que igreja é uma família na qual seu mestre é somente Jesus. E que é família porque todos somos irmãos.

"Adeus Igreja por servir a Mamom”.

O Deus deste século é Mamom. Recentemente a igreja católica Romana divulgou uma lista com novos pecados capitais, entre todos, estava lá que era proibido ficar muito rico. Nesse ponto você entendeu bem. E igreja Romana passa mesmo uma idéia de pobreza, porém em Roma o assunto é outro, ou melhor, OURO. A Igreja finge ser pobre, finge praticar uma pobreza, mas como instituição é podre de rica. Ironicamente já vi templos-edificios-religiosos luxuosos que foram batizados como “Igreja de São Francisco”.

"Adeus Igreja por adotar o paganismo”.

Penso no paganismo como a cultura grego-romana. Pense no paganismo e lembre-se do imperador Constantino.

Com a fusão da igreja com o estado e a conversão de Constantino ao cristianismo, praticas religiosas da cultura pagã foram incorporadas ao cristianismo. Praticas como a construção de templos-edificios, a demarcação de um espaço sagrado, o culto aos mortos, as imagens de santos, separação de um dia sagrado (domingo. O dia do deus sol que Constantino tanto amava) e outras coisas, que posteriormente iremos escrever textos tratando desse assunto específicos, não faziam parte do Cristianismo Primitivo. Queremos dizer que o cristianismo se fundiu com a cultura grego-romana e deixou suas bases eclesiásticas fundamentadas pelos apóstolos, surgindo daí uma outra religião que o Novo Testamento desconhece.

Por isso nosso Adeus a Igreja institucional, optamos pela igreja simples de Atos que viviam em comunhão, no repartir do pão e na perseverança dos ensinamentos de Cristo.

Espero ter esclarecido algumas coisas.

Por favor, continue participando.

Abraços.


André Amaral
18 de Março de 2008 21:59

Ramona disse...

Noossa.. que vergonha.. mil desculpas.. Eu realmente não vi que vc havia me respondido e achei que vcs não queriam que a chata aqui ficasse contestando e perguntando =P
Eu to doente então ando com a cabeça na Lua e realmente não vi a primeira resposta.. Muuuito obrigada por ter respondido tão bem. Bom eu ainda tenho algumas considerações a fazer ( haha quando encontro alguém p/ discutir eu sempre acabo tendo mais a falar ou a perguntar, se eu estiver enxendo demais avisem :S ) maas como eu disse eu to doentinha, minha cabeça tá estourando e eu não tenho condições de fazer isso agora. Só voltei pq a página aqui estava aberta, e ainda bem que voltei senão ia ficar esse mal entendido.
Bom de qq forma depois eu volto.

Abraços e Sucesso! ^^

Lucas disse...

Sem querer ser chato, mas, onde vc se reúne? Sua comunidade cristã?